Incomodar o adversário, princípio dos jogos colectivos

A tentação de formar uma seita parece estar sempre presente na actual análise do jogo. Como se vivêssemos numa constante guerra, onde criar alianças é essencial para nos mantermos vivos, vamos agregando ou dispensando da nossa proximidade aqueles que pensam como nós ou que tendem a ter opiniões diferentes. Seria, no entanto, muito estranho que […]