A exportação do talento no basquetebol feminino

Laura Ferreira Joana Soeiro

As recentes notícias das transferências de jogadoras como Carolina Bernardeco, Chelsea Guimarães e Maria Kostourkova chamou a atenção para a exportação de talento no basquetebol feminino português. As três jovens internacionais de Sub-18 jogarão, na próxima temporada, na divisão maior do basquetebol universitário dos Estados Unidos, onde este ano já estão Laura Ferreira – com sublinhado sucesso – e Luivana Livulo. Outras passaram pela mesma realidade recentemente, como é o caso de Michelle Brandão, Sara Djassi ou Rosinha Rosário.

No entanto, o panorama das atletas portuguesas a atuar no estrangeiro é já bastante largo. Estão referenciadas 18 atletas (é possível que faltem, nesta lista, alguns nomes) que podem atuar pelas Seleções Nacionais em diferentes escalões. Desde as mais experientes Mery Andrade e Carla Nascimento até às jovens Michelle Ortega, Francisca Duque ou Patrícia Lourenço, esta é uma lista que estará, muito provavelmente, para crescer nos próximos tempos. Ganha o basquetebol português e, por consequência, as nossas seleções, com uma possibilidade de escolha e desenvolvimento de talentos cada vez maior.

Atletas Femininas Estrangeiro

Publicado por Luís Cristóvão

Comentador na Antena 1, Eleven Sports e SIC Notícias. Analista de futebol, fala e escreve sobre desporto em vários meios de comunicação social.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: