A reviravolta épica

Luis Figo Portugal12 de junho de 2000, estreia de Portugal no Euro 2000 no Philips Stadium de Eindhoven. Para os jogadores, os primeiros minutos foram de ansiedade. Há já alguns anos que se esperava tudo desta geração, mas o falhanço no apuramento para o Mundial 98 pesava sobre os ombros dos craques. Para piorar as coisas, Paul Scholes e Steve McManaman marcaram para os ingleses nos primeiros dezoito minutos. As esperanças pareciam transformadas em desilusão.

Mas aos 22 minutos aconteceu Luís Figo. Um remate colocadíssimo a bater David Seaman empurrou Portugal para um dos seus grandes dias e uma das grandes competições do seu currículo. No momento desse golo, corri da sala para a cozinha, onde o meu pai se tinha refugiado para não ver a desgraça, a dizer que ainda era possível. João Vieira Pinto empataria ainda antes do intervalo e Nuno Gomes, na segunda parte, estabeleceu o resultado final.

E os jogos entre Portugal e Inglaterra nunca mais foram iguais.

Comentários

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.