O cérebro precisa de amigos (2); à procura de uma linguagem

Acerca do artigo "O cérebro precisa de amigos; o jogo e os números", recebi o seguinte comentário, com duas perguntas às quais tento responder neste artigo. Não estou certo de ter compreendido tudo, mas é “matéria proseável”, como diria o Guimarães Rosa, isto é, demasiado interessante e merecedora de aprofundamento. Segundo percebi, considera que se … Continue reading O cérebro precisa de amigos (2); à procura de uma linguagem

O cérebro precisa de amigos; o jogo e os números

Olhemos, por momentos, para o mundo que nos rodeia. Como definiu o filósofo cognitivo Andy Clark, “o mundo que nos rodeia tem padrões, regularidades e formas de comportamento de todos os tipos, e todas as criaturas que fazem matemática fazem-no a partir das regularidades que limitam o comportamento das coisas que encontram”. Esta frase encerra … Continue reading O cérebro precisa de amigos; o jogo e os números

O lado científico da garra – o exemplo de Sérgio Conceição

A olho nu, continuará a dizer-se que a grande diferença que Sérgio Conceição veio impôr à equipa do Futebol Clube do Porto foi a atitude, esse misto de garra na disputa dos encontros com a crença, do técnico, de que todos os jogadores merecem a sua oportunidade. No entanto, o que Sérgio Conceição vem denunciando … Continue reading O lado científico da garra – o exemplo de Sérgio Conceição