Semana 36 – Sempre ouvi dizer que um treinador não consegue ver/ouvir tudo o que se passa no treino. Aceitando isso como uma verdade, talvez os atletas confiem em demasia nesse princípio, ignorando o quanto o treinador vê/ouve do que se passa no treino.

É por isso que, perto do final de uma temporada, o treinador já conhece “aquele olhar” de cada uma das suas atletas. O olhar que transmite o incómodo, a dúvida ou a desconfiança perante algo que está a ser dito ou pedido durante o processo de treino.

aquele olharTambém reconhece o treinador todos os pequenos sinais que surgem com as dores (as pequenas lesões que se pensa poder esconder dele), os dias menos bons, as insatisfações. Sim, é verdade, o treinador está longe de saber tudo, mas sabe mesmo muita coisa.

Por isso é bom que as jogadoras entendam que a melhor forma de ajudar a sua equipa – e, pelo caminho, ajudar-se a si própria – é manter aberta a via de comunicação com o seu treinador, revelando-lhe os problemas e as dúvidas que tem, procurando-o par a ajudar a ultrapassá-las. Porque mesmo quando se cala algo, não dá mesmo para esconder “aquele olhar”.

Anúncios