Stancu GP RoméniaA partida entre a Roménia e a Suíça apresentava condições para ser um excelente encontro, depois do que cada equipa havia demonstrado no encontro inaugural. Mas enquanto a Suíça jogava pela vida, pensando de antemão que defrontará a França na jornada final, a Roménia foi a jogo com o pensamento estratégico de Anghel Iordanescu. O treinador romeno fez quatro alterações em relação ao onze que defrontou a França, dando descanso a quase toda a frente de ataque. A ver-se a vencer ao intervalo, retirou Pintilii, outro jogador fundamental, chamando ao terreno Hoban. Depois, deu ainda descanso a Rat e poupou Stancu, mantendo todos os jogadores em condições de ser utilizados frente à Albânia. E leva já um ponto na bagagem, o que lhe poderá acabar por ser fundamental, até, para ainda atacar o segundo lugar.

A Suíça já tem quatro pontos que, à partida, são mais do que suficientes para atingir os oitavos-de-final. Jogou melhor até sofrer o golo, tremeu no momento da desvantagem, mas recuperou o domínio da partida para ir em busca do empate. Poderia, deveria?, ter feito mais para conseguir a vitória que a deixaria em excelente posição para desafia a França. Mas também Vladimir Petkovic entendeu que o empate, no atual contexto do grupo, não era para arriscar.

Assim sendo, um jogo em que as duas equipas saíram satisfeitas com o resultado, e com aquilo que levam para a última jornada do Grupo A, acabou por nos dar menos do que aquilo que esperaríamos. Ter-nos-á traído o sorteio que deveria ter empurrado o Suíça-Roménia para o fecho do grupo.

Anúncios