Com a nova temporada a iniciar-se no primeiro fim-de-semana de março, contam-se os dias para a estreia de dois novos emblemas na Major League Soccer. Trata-se do Atlanta United e do Minnesota United, clubes elevarão o número total de equipas para vinte e dois.

Atlanta sob o signo da NFL

A equipa de Atlanta, que partilha dono e partilhará estádio com os Atlanta Falcons, da NFL, é a equipa que mais curiosidade criará aos adeptos do futebol norte-americano. Esta equipa foi criada de base para jogar na MLS e tem feito uma aposta forte nas contratações sonantes, com Gerardo “Tata” Martino a ser o técnico escolhido.

No que toca a jogadores, a forte aposta num grupo de jovens sul-americanos deixa água na boca. Miguel Almirón, paraguaio, será o nome-cartaz do plantel, onde o trio de argentinos Héctor Villalba, Leandro González e Yamil Assad e o venezuelano Josef Martínez terão, com certeza, espaço de destaque. No que toca à experiência, o tobaguenho Kenwyne Jones, o chileno Carlos Carmona, o inglês Tyrone Mears e nos norte-americanos Greg Garza, Jacob Peterson, Michael Parkhurst e Jeff Larentowicz completam um quadro de muita qualidade.

O ano de estreia costuma ser de adaptação a uma nova realidade e, sem dúvida alguma, os Atlanta United terão que se preocupar com isso. Mas com tanto talento disponível e um técnico reconhecido a nível mundial, poderá dizer-se que o dono do clube preparou o cenário para surpreender logo à entrada.

Minnesota e o modelo de médio prazo

Os Minnesota United são um projeto criado em 2010, sob a denominação NSC Minnesota, que depois mudou o nome para Minnesota Stars, tendo sido adquiridos em 2012 pelo atual dono, que foi adaptando as estruturas para passar da NASL para a MLS. Para técnico, o nome escolhido foi Adrian Heath, técnico que já viveu o mesmo processo com os Orlando City.

A melhor temporada na NASL foi mesmo a de 2012, quando atingiu a final, tendo ainda jogado duas meias-finais em 2014 e 2015. Do plantel anterior, destaca-se a continuidade de Christian Ramírez, ponta-de-lança norte-americano de créditos firmados nessa prova, e do brasileiro Ibson, que já passou pelo FC Porto. O regresso do internacional Miguel Ibarra, para se estrear na MLS, é outro ponto de destaque, como as contratações de Kevin Molino e Johan Venegas, elementos que servirão para desequilibrar defensivas adversárias.

Somam-se ainda as chegadas do norueguês Vadim Demidov, do finlandês Rasmus Schuller e do dinamarquês Bashkim Kadrii que oferecem um toque escandinavo a uma equipa que, atuando na Conferência Oeste, terá, com certeza, muitas dificuldades para mostrar toda a sua valia.

O primeiro jogo entre as duas equipas vai realizar-se a 12 de março de 2017 e terá transmissão nos canais Eurosport.

Anúncios