Hoje é o dia do regresso na LaLiga e logo com um saboroso dérbi de Sevilha, entre os dois clubes locais. Curiosamente, cada um deles com objetivos diferentes. Ora, é mesmo focando nos objetivos dos clubes que procuramos perceber o que ainda está em jogo na Liga Espanhola. A luta pelo título, pelos lugares europeus e pela manutenção. 

A realidade de LaLiga, no que toca ao título, tem estado quase reduzida à competição entre Barcelona e Real Madrid, algo que se repetirá nesta edição de 2019/20. No entanto, se olharmos para os lugares de Liga dos Campeões, a incerteza reina, com novos atores a aparecerem como candidatos. No fundo da tabela, há também grandes equipas a tentarem evitar a queda na divisão inferior, com muito de interesse a ter que ser levado em conta nas onze jornadas que ainda faltam disputar. 

Onde aterra o título?

Dois pontos separam o FC Barcelona e o Real Madrid, com a curiosidade da equipa culé ter recuperado o primeiro lugar na última jornada disputada. Andando para trás três meses, no início de março, o Real Madrid vencia o Barça por 2-0 e passava para o primeiro lugar, parecendo transformar a corrida pelo título favorável ao conjunto de Zinedine Zidane, mas uma derrota por 1-2 frente ao Bétis, em Sevilha, permitiu a recuperação dos catalães. 

As duas equipas têm sido muito inconstantes ao longo da temporada, quer ao nível exibicional, quer no que toca a resultados, pelo que estes dois pontos, depois de três meses sem jogar, quase se podem reverter para uma espécie de vantagem nula. Por outro lado, em caso de empate pontual, a vantagem pertence ao Real Madrid no confronto direto. 

Olhando ao calendário, o Barcelona terá confrontos mais exigentes frente ao Sevilla e ao Atlético de Madrid, enquanto o Real Madrid terá nas partidas frente Valência e Real Sociedad (logo na segunda e terceira jornada pós-interrupção) e, mais tarde, perante o Getafe, os jogos de maior exigência. Não se iludam, no entanto, os adeptos de qualquer destas equipas, porque ambas já perderam pontos em contextos mais inesperados. Inesperado, também, é o facto do Real Madrid ir disputar os jogos que restam no Estádio Alfredo Di Stéfano, situado na sua cidade desportiva, tendo em conta que o Santiago Bernabéu está em obras. 

Lugares de Campeões

Será, provavelmente, a discussão mais interessante das próximas onze jornadas em LaLiga. Em primeiro lugar, porque o “terceiro grande” espanhol da última década, Atlético de Madrid, sente-se desta feita numa competição que não lhe assegura lugar no pódio. Em segundo lugar, porque num lote de cinco equipas estão projetos muito bem delineados, diferenciados, com claras aspirações a conquistar o prémio dos milhões. Em terceiro lugar, porque a diferença pontual entre estes candidatos é mínima. 

Com 47 pontos, o Sevilla parte com ligeira vantagem, mas o calendário é bastante complexo, com o dérbi local a abrir e o Barcelona logo na terceira jornada, fechando a competição, já em julho, com jogos frente à Real Sociedad e ao Valência. Ou seja, foco total em ter resolvida a sua situação o quanto antes. 

Os 46 pontos de Real Sociedad e Getafe oferecem a possibilidade de acreditar de ver um clube pouco habitual (para a equipa dos arredores de Madrid seria mesmo a estreia) a representar Espanha na Liga dos Campeões. Dois conjuntos de modelos bastante diferentes, mas ambos muito interessantes na forma como lhes permite alcançar o sucesso. 

A equipa de San Sebastian defronta o Real Madrid na terceira jornada, fechando a época com jogos frente a Villarreal, Sevilla e Atlético de Madrid. O Getafe tem no seu calendário Real Madrid, Villarreal e Atlético de Madrid, sendo que ambas as equipas também se irão defrontar a meio desta reta final. Conseguir manter o sucesso de resultados depois de três meses que terão cortado um pouco do efeito de sucesso trazido, é o desafio. O Getafe até pode ter saído beneficiado porque vinha de uma série de apenas uma vitória nos últimos quatro jogos de LaLiga. 

Com 45 pontos, o Atlético de Madrid será a equipa que terá mais em jogo, já que seria inaceitável para Diego Simeone acabar esta temporada fora dos quatro primeiros lugares. É certo que a equipa ainda se mantém na Liga dos Campeões, onde alcançou o grande sucesso de eliminar o Liverpool, mas é fundamental terminar entre os melhores no seu campeonato. Barcelona, Getafe e Real Sociedad são equipas que estarão na linha de confronto, com os dois últimos a serem adversários nas jornadas de fecho. 

Um pouco mais atrás, o Valência soma 42 pontos e ainda alimenta esperanças de poder alcançar um lugar entre os quatro primeiros. Real Madrid e Sevilla são os adversários de maior monta que terão pela frente. Um calendário que permite alimentar esperanças e que, de alguma forma, lhe oferece também já uma vantagem numa outra luta, pela presença na Liga Europa (uma espécie de mal menor para os valencianos).

Há mais Europa em LaLiga?

Athletic Bilbao e Real Sociedad já se demonstraram de acordo em apenas disputar a final da Taça do Rei quando for possível ter público nas bancadas, o que poderá levar a que a posição de vencedor da Taça nas provas europeias acabe diretamente convertida numa posição da tabela de LaLiga. Isso permitirá que  5º, 6º e 7º classificados alcancem esse apuramento, sendo que os dois primeiros lugares estarão entregues a equipas que já referimos na corrida pela Liga dos Campeões. 

O Valência é um forte candidato a terminar em 7º lugar, mas há mais candidatos a essa posição. O calendário, como referido, até parece alimentar o favoritismo da equipa Che. Mas poderão haver surpresas, com Villarreal, Granada e Athletic na corrida. 

Com 38 pontos, o Villarreal vem de três derrotas consecutivas, o que lhes poderá custar uma maior ambição nesta reta final da prova. O seu calendário também não é muito promissor. Defronta o Granada, que também tem 38 pontos, na terceira jornada, sendo que posteriormente terá ainda de defrontar Sevilla, Valencia, Barcelona, Getafe, Real Sociedad e Real Madrid (ufa!). Não será nada fácil para o Submarino Amarelo. 

Já para o surpreendente Granada, o desafio até poderá ser alcançar a melhor classificação possível, sem deter tanta preocupação com a qualificação europeia. Depois de alguns resultados menos bons, o Granada conseguiu uma série de cinco jogos sem perder, regressando nesta jornada já com o Getafe. Se conseguir manter esta série até depois do jogo frente ao Villarreal, poderá realmente aproximar-se do Valencia, que defrontará mais perto do fim da época, onde também encontra Real Sociedad, Real Madrid e Athletic. 

O conjunto de Bilbao tem 37 pontos e poderia bem assegurar a presença na Liga Europa via Taça do Rei. No campeonato, o seu calendário não dá grandes vias para sonhar. Atlético de Madrid no dia de regresso, Barcelona, Valencia, Real Madrid, Sevilla até que, na derradeira jornada, um frente a frente com o Granada. Seria preciso uma verdadeira corrida de campeão para acabar no 7º lugar. 

Ninguém pode dormir sossegado

São 33 pontos ainda por disputar na LaLiga, algo que deixa toda a gente de sobreaviso sobre a luta pela sobrevivência. Entre Espanyol, derradeiro classificado, com 20 pontos, e Osasuna, 11º classificado, com 34 pontos, assume-se que tudo é possível e quer se distrair poderá bem acabar por cair num momento de ansiedade nos derradeiros dias de prova. 

Começando por baixo, o Espanyol reformulou o plantel e está a 6 pontos da linha de água. Não vence há quatro jornadas, pelo que a recuperação não vinha seguindo uma linha viva, mas terás nas próximas quatro jornadas jogos para conseguir dar um sinal positivo. Alavés, Getafe, Levante e Bétis serão adversários a quem terá que roubar pontos para se manter na corrida pela manutenção. Depois disso, enfrenta ainda pesos pesados como Real Madrid, Real Sociedade, Barcelona e Valência. Precisa de refazer o seu rendimento para alcançar o lugar desejado. 

O Leganés tem 23 pontos, vem de uma vitória frente ao Villarreal e vai encontrar o Valladolid no regresso, num jogo onde está obrigado a vencer. O seu calendário apresenta vários jogos frente a equipas “aflitas”, mas também tem quatro jogos frente a equipas de lugares de Liga dos Campeões. O Mallorca, com 25 pontos, também vem de uma vitória saborosa, no terreno do Eibar, mas agora regressa com partidas frente a Barcelona e Villarreal. Mais para a frente há ainda jogos com Real Madrid, Atlético de Madrid, Sevilla, Granada, bem como partidas decisivas frente a outros dos aflitos. 

Destes três conjuntos depende, num primeiro momento, a animação desta luta, porque os “afundados” precisam de fazer pontos para colocar em causa as equipas de cima. Celta de Vigo (26) e Eibar (27) são os conjuntos que estão mais perto desse aperto. Os galegos são profissionais destas lutas e vão fechar a época com jogos frente a Osasuna, Levante e Espanyol, o que lhes poderá dar alguma vantagem, se não caírem pelo caminho até lá chegar. O Eibar tem-se vindo a escapar a problemas mas, depois de quatro derrotas em cinco jogos, terá agora um calendário doloroso, com jogos frente a Real Madrid, Athletic, Getafe, Valência e Granada nas próximas jornadas. Parece um forte candidato em piorar a sua situação. 

Osasuna (34), Bétis, Levante (33), Alavés (32) e Valladolid (29) são outros conjuntos em situação complicada. Após as primeiras jornadas poderemos entender e apurar, de forma mais realista, quem são aqueles que irão a caminho da tranquilidade e os outros que acabarão por animar as jornadas finais. 

Publicado por Luís Cristóvão

Comentador na Antena 1, Eleven Sports e SIC Notícias. Analista de futebol, fala e escreve sobre desporto em vários meios de comunicação social.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d bloggers like this: